4/09/2014

PouHouse ep. 12 - Tatuagem!

Olá, Pou,aníacos! ZopperGui aqui com o décimo segundo episódio de PouHouse! Essa história ficou um tanto vulgar, e eu não recomendaria para moralistas ou conservadores... Enfim, caso queira, boa leitura!


PouHouse ep. 12 – Tatuagem!

Zopper estava cansado de sua tatuagem de âncora, então decidiu ir ao tatuador, tinha de tudo para ser perfeito, ele ficaria muito mais estiloso juntando seu estilo gótico com um coração quebrado. Pegou a carteira, se vestiu e saiu. Joey o seguiu sem que ele visse, causando confusão.

No tatuador, ele chega e faz seu pedido, “quero um coração quebrado”. O tatuador pede que ele se deite na cama e aguarde. Prepara o aparelho elétrico e vai buscar instrumentos em sua sala. Nisso, Joey chega e pega o aparelho, e tatua Zopper.

-“EI, JOEY? É VOCÊ?! PARE COM ISSO!”

Joey fica rindo, e vai embora. Nisso, o tatuador chega e fica chocado, e sem falar nada entrega um espelho para seu cliente, sem mostrar expressão alguma. Zopper, ao olhar sua nova tatuagem peculiar pergunta espantado:

-“Isso é... É.... É um..?”
-“É sim”
-“Ah, eu mato esse moleque!”
-“Quem?”
-“Meu primo, aquele peste! Essa foi a gota d’água!”

Zopper sai correndo atrás do Joey, tentando esconder sua tatuagem vergonhosa. Onde o moleque passava, causava uma confusão...

-“Vocês viram meu primo? Um pou branquinho, miúdo, e roupa preta e um cachecol listrado?” – Pergunta Zopper para um pedestre, apavorado.

-“Sim, ele derrubou tudo, se eu achar esse moleque ele vai acordar no hospital!” – Responde, hostilmente, mas depois começa a rir descontroladamente. “Isso na sua cara não é u-” “É SIM”. Continua sua busca pelo pestinha, e acaba o encontrando na feira de frutas, comendo maçãs. “VENHA CÁ, JOEY!”. Nisso, aparece o dono da barraca com uma faca de cortar peixe e tenta matar Joey. Zopper tenta acalmá-lo. “Tenho uma tatuagem ridícula, olha! Deixe-o ir!”. Ele aceita e fica rindo.

Joey corre para um lugar sendo filmada uma reportagem para programas noticiários de televisão, em frente à uma casa pegando fogo. E não é que o filho da mãe tentou entrar lá? Zopper tenta segurá-lo, mas acaba sendo puxado por seu primo. “JOOOEY!! SE VOCÊ MORRER AQUI EU TE MATO!”, e corre em direção à uma janela, com bombeiros segurando um trampolim, e pula junto com o Joey.

Zopper briga e dá um tapa nele, e voltam pra casa. Lá, Itsme corre e vê Joey!
-“Aaaah, Joey, que bom que está bem!” e começa a dar beijocas.
-“Eu também sobrevivi, eu mereço um beijinho também”
-“nauprecisanau”
-“:C”
-“E ei, o que é isso na sua cara?”
-“Erm, nada.” – Fala Zopper, escondendo a tatuagem.
-"Hahaha! Você fez uma tatuagem escrita "EU AMO BACON"?"
 -"..."

Assim, todos voltam à sua vida normal, e Zopper descobriu que Joey apenas pregou uma peça, e aquilo era tinta de canetinha.

-“Gostou da tattoo que te fiz, Zopper?”
-“Sim, tenho que admitir que foi engraçado!”
-“Sério?”

-“NÃO!”, responde Zopper, furioso, após dar um cascudo em seu pequeno primo.



Nenhum comentário :

Postar um comentário